Socorro Rapôso completa 20 anos de temporada com Auto da Compadecida

A atriz e produtora Socorro Rapôso estará mais uma vez no Teatro de Santa Isabel, neste fim de semana, para interpretar a personagem que marcou o início da carreira dela nos teatros. Em 1956, no mesmo palco, ela se apresentava pela primeira vez com o grupo Teatro Adolescente do Recife na peça Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna. No próximo dia 14 de março, a montagem do mesmo texto criada pela Dramart Produções completa 20 anos em cartaz e a equipe celebra a data com duas sessões no Teatro de Santa Isabel, anunciadas como apresentações de despedida, sábado (10/03/2012), às 20h, e domingo (11/03/2012), às 19h.

Para um espetáculo que reúne tanta gente por tantos anos, torna-se complicado conciliar a agenda dos atores, que naturalmente assumem outros compromissos ao longo do tempo. “Quando eles estão juntos no palco é uma verdadeira festa”, afirma Socorro. “Não é fácil manter junto um grupo de 20 pessoas, é preciso ter respeito. É por isso que estamos juntos, é uma coisa prazerosa”.

Nos bastidores do Teatro de Santa Isabel, aqui e ali Socorro era cumprimentada com simpatia por funcionários da casa e retribuía da mesma maneira. Com simplicidade e empolgação para contar as histórias que viveu no teatro, ela parou para receber a equipe de reportagem em meio aos preparativos para as próximas da peça (da qual ela também é produtora).

Primeira montagem

Socorro lembrou, por exemplo, da estreia, em 1956, de outra montagem de Auto da Compadecida da qual ela fez parte. “Fui convidada por Clênio Wanderley (diretor da peça e fundador do Teatro de Adolescente do Recife) e no dia 11 de setembro estávamos estreando neste palco. Este papel seria da atriz Miriam Nunes, só que o Teatro de Amadores de Pernambuco tinha recebido um convite para viajar (com Bodas de Sangue, de Federico García Lorca)”, recorda a atriz.

Socorro era paciente de Clênio, que também era odontológo. Em uma quarta-feira, ele a chamou para ver aquela que se tornou a primeira montagem de Auto da Compadecida. “Recebi o convite e fiquei louca que chegasse logo sábado para assistir”, revela a atriz, que nunca tinha ido ao teatro e até então tinha trabalhado no rádio.

Após a saída de Miriam, Socorro conta que Clênio foi até sua casa e depois ao colégio para falar com os pais dela e com a futura atriz. “Eu disse, ‘oxente, eu não vou assistir?’. E Clênio respondeu: ‘Não, você vai fazer’. Ele era incrível, elétrico”, recorda.

Festival Nacional de Teatro Amador

“Eu estava anestesiada (na apresentação), não podia me imaginar no palco. Estava com medo de estragar a estreia”, avalia Socorro. Em determinado momento da apresentação, ela quase esqueceu o que a personagem precisava falar, mas no fim deu tudo certo. “Procurei o texto na mente e deu um branco. Pensei: ‘meu Deus, me socorre!’. Implorei com tanta fé que lembrei do texto todo”, afirma Socorro. A peça foi selecionada para o Festival Nacional de Teatro Amador, no Rio de Janeiro, do qual saiu com o primeiro lugar.

Assim como o diretor que a levou ao teatro, Socorro se tornou odontologista (além de ter feito o curso de artes cênicas em Belo Horizonte). “Sou odontóloga há 50 anos, com o mesmo amor com que faço cultura. Os clientes não querem me abandonar”, diz Socorro.

“Fazer teatro é a melhor coisa do mundo, estando no palco ou não”, continua a atriz, que é uma das fundadoras da Dramart Produções. Entre outras realizações na área cultural, ela mantém o Espaço Cultural Inácia Rapôso Meira e agora planeja montar o espetáculo Pássaro azul.

auto_da_compadecida_1956_elenco_e_atores Arquivo Projeto Memorias da Cena Pernambucana
Auto da Compadecida (1956), dirigida por Clênio Wanderley. Socorro Rapôso é a primeira mulher (à esquerda) e Luiz Mendonça é o penúltimo em pé (à direita). Foto: Arquivo Projeto Memórias da Cena Pernambucana

 

* O texto foi originalmente publicado no Jornal do Commercio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s