Game of Thrones volta com agilidade na estreia da sétima temporada

Aviso: O texto contém spoilers.

A sétima temporada da série Game of Thrones (HBO) estreou neste domingo (16/7) com um episódio muito ágil, no qual diversos personagens foram recolocados na história com menções a suas trajetórias individuais ou ao envolvimento deles nas guerras que se aproximam. O retornou da produção inspirada na obra de George R. R. Martin gerou tanta expectativa que usuários enfrentaram problemas para se conectar à plataforma HBO Go, que estava aberta para não assinantes (o comunicado da empresa sobre o assunto está disponível ao final desse texto).

Em uma espécie de prólogo do episódio, Arya Stark (Maisie Williams) deu continuidade ao seu plano de vingança envenenando várias pessoas durante um banquete. “O Norte se lembra e o inverno chegou para a Casa Frey”, resumiu a jovem, antes de seguir seu caminho. Tempos depois, ela parou para conversar com um grupo de soldados na estrada e comentou que viajava para Porto Real com o intuito de matar a rainha. Foi tão direta que eles não levaram a sério o que ela disse.

A cena contou com a participação do cantor Ed Sheeran, que os realizadores da série tentavam convidar há um tempo com o intuito de fazer uma surpresa para a atriz Maisie Williams, pois ela é fã do britânico. Ed Sheeran cantou um pouco, e não morreu, como havia adiantado, mas Arya acabou interagindo mais com dois outros soldados.

“Vou matar a rainha.” – Arya Stark #DominGOT

pic.twitter.com/2d3ZOgYFNK

— HBO Brasil (@HBOfiBrasil) 17 de julho de 2017

 

Antes da sequência de Arya na estrada, em Winterfell, Jon Snow (Kit Harington) também não perdeu tempo em sua missão de articular a defesa do Norte contra os Caminhantes Brancos. O personagem entrou em cena falando sobre a necessidade de se produzir armas com vidro de dragão e de treinar as pessoas que tenham entre 10 e 60 anos de idade para a guerra.

Quando um dos lordes comentou que já era a hora mesmo de treinar os meninos, Jon ressaltou que estava falando de homens e mulheres. O posicionamento dele foi reiterado por Lyanna Mormont (Bella Ramsay) numa das cenas do episódio no qual as vozes femininas se destacaram.

Outro exemplo disso ocorreu quando Sansa Stark (Sophie Turner) cobrou que Jon escutasse mais as opiniões dela. A conversa aconteceu depois que eles divergiram na frente de todos sobre o destino de dois jovens das casas Umber e Kastark. Sansa defendia que aqueles que lutaram com Ramsay Bolton (Iwan Rheon) contra os Stark fossem punidos por traição, mas Jon decidiu não penalizar os jovens pelas atitudes tomadas pelos pais deles.

Mas, pelo que ocorreu em seguida, parece que Sansa e Jon vão conseguir se entender e que a jovem está consciente das pretensões de Lorde Baelish (Aidan Gillen). Sansa foi evasiva em uma conversa com ele e, depois, contou a Brienne (Gwendoline Christie) que sabia bem o que “Mindinho” queria em Winterfell, mas reconhecia a importância do exército do Vale de Arryn para a vitória dos Stark.

A reação da personagem à coroação de Jon, olhando para Lorde Baelish havia deixado parte do público com a impressão de que Mindinho poderia tentar fazer uma intriga entre ela e Jon (Fizemos uma lista com personagens que podem mudar o rumo de algumas histórias em Game of Thrones).

Ainda neste primeiro episódio, Jon e Sansa receberam uma carta de Cersei (Lena Headey) , exigindo que o novo Rei do Norte siga até Porto Real para lhe jurar lealdade – um lembrete de que a guerra pelo Trono de Ferro continua tendo seus desdobramentos. Coroada há pouco tempo, e com inimigos por todos os lados, Cersei teve uma breve conversa com Jaime Lannister (Nikolaj Coster-Waldau), que tentou lhe falar sobre Tommen (Dean-Charles Chapman) e questionou se ela sabia que não era Rainha dos Sete Reinos, mas de uns três.

Apesar de não oferecer muitos detalhes sobre como ficará a relação dos dois, a cena serviu para mostrar algo do modo como Cersei está disposta a continuar no jogo. A chegada de Euron Greyjoy (Johan Philip Asbæk) confirmou a aliança que os fãs já cogitavam, mas Cersei rejeitou a proposta de casamento feita por ele, desconfiada do novo aliado. Euron saiu do castelo prometendo trazer um presente para ela (seria um sinal de que ele tentará capturar Tyrion?).

O inverno, Porto Real e Daenerys

Daenerys só foi ter uma participação maior no final do episódio. Antes disso, no entanto, o roteiro já sugeria que, em breve, ela aparecerá como figura central na Guerra dos Tronos e na Grande Guerra – não que antes ela não tivesse importância, mas a personagem esteve fisicamente distante do que acontecia no Norte e em Porto Real.

A chegada do inverno foi tema de algumas sequências espalhadas pelo episódio. Uma das primeiras mostrou o exército do Rei da Noite caminhando pela neve e revelou que há gigantes no meio deles.

Em outra cena, Sandor Clegane (Rory McCann) questiona Beric Dondarrion (Richard Dormer) sobre o fato dele ter sido escolhido pelo Senhor da Luz. O “Cão” se mostra cético, irônico, até que Thoros de Myr (Paul Kaye) o convida a ver as chamas na lareira da casa onde eles estão abrigados. É quando o personagem enxerga o ponto no qual a Muralha encontra o mar e milhares de mortos passando por uma montanha.

Na cidadela, Sam (John Bradley-West) e Gilly (Hannah Murray) encontram um mapa que indica a existência de uma grande quantidade de vidro de dragão embaixo da terra em Dragonstone, como afirmava Stannis Baratheon (Stephen Dillane), e ele decide avisar a Jon sobre a descoberta. Em outra sequência, Sam trabalha entregando refeições quando alguém que parece ser Jorah Mormont (Iain Glen) estica a mão para fora da cela pergunta pela Mãe dos Dragões.

 

Oi sumido! #DominGOT

pic.twitter.com/7b9NN2bznL

— HBO Brasil (@HBOfiBrasil) 17 de julho de 2017

Daenerys surgiu no final da estreia da sétima temporada numa cena bastante simbólica para ela, o desembarque em Pedra do Dragão (Dragonstone). A pequena comitiva logo entra no castelo esvaziado e, seguindo o ritmo acelerado do episódio, Daenerys passa pelos corredores, senta-se no trono e logo se dirige para a mesa antes usada por Stannis para elaborar suas estratégias. Direta, a rainha se vira para Tyrion (Peter Dinklage) e questiona: “Vamos começar?”.

O desenrolar desta cena é mostrada no teaser do segundo episódio, Stormborn (Nascida da Tormenta). Liberado pela HBO na mesma noite da estreia, o vídeo personagens como a própria Rainha dos Dragões discutindo estratégias como Tyrion Lannister, Ellaria Sand e Yara Greyjoy, que diz que eles devem atacar Porto Real agora. Por outro lado, Cersei diz que a “filha do rei louco” vai destruir o reino e um lorde diz a Jon Snow que Targaryens não são confiáveis. Parece que a próxima batalha não demora a acontecer…

HBO Go

A HBO abriu o sinal dos seus canais e da plataforma HBO Go para não assinantes neste domingo (16/7) devido à estreia da sétima temporada de Game of Thrones. No entanto, com a grande demanda, muita gente não conseguiu acessar o serviço HBO Go. Pelas redes sociais, a empresa confirmou que enfrentava problemas técnicos:

 

Comunicado oficial sobre os problemas técnicos com

a HBO GO. pic.twitter.com/ihtZYZOG2L

— HBO Brasil (@HBOfiBrasil) 17 de julho de 2017

 

O texto foi originalmente publicado no Jornal do Commercio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s