Jon Snow reúne outro time improvável em Game of Thrones

Aviso: O texto contém spoilers.

Em Pedra do Dragão, Jon Snow (Kit Harington) não esquece a Grande Batalha contra o Rei da Noite, mesmo com os constantes embates das forças lideradas por Cersei Lannister (Lena Headey) e Daenerys Targaryen (Emilia Clarke). No episódio da série Game of Thrones (HBO) exibido domingo (13/8), Eastwatch, o Rei do Norte deu mais um passo nessa missão. Formou o grupo que irá para além da Muralha em busca de um morto-vivo para mostrar aos que ainda duvidam do que vai chegar junto com o inverno – especialmente Cersei.

É arriscado, o grupo é pequeno, seria improvável que um time como aquele se juntasse de maneira espontânea… é algo que ficou a cara de Jon Snow. Foi mais um dos momentos em Game of Thrones no qual o personagem surge como elo entre mundos marcados por profundas rivalidades do passado. Nem sempre as coisas deram certo para ele, é verdade, vide a tentativa de assassinato na Muralha, mas às vezes Jon consegue se caminhar sobre uma linha tênue e ajudar a manter um diálogo entre inimigos em potencial apesar das rivalidades.

Um pouco disso foi explorado na sequência na qual se aproximam de uma cela Jon Snow, Tormund Giantsbane (Kristofer Hivju), Jorah Mormont (Iain Glen) e Gendry (Joe Dempsie), que não estava mais remando desde que saiu de cena, como brincava o público. Presos estavam três homens que foram capturados ao tentar atravessar a Muralha: Sandor Clegane (Rory McCann), Beric Dondarrion (Richard Dormer) e Thoros de Myr (Paul Kaye).

Death is The Enemy

Tormund não ficou feliz em saber quem era o pai de Jorah, Gendry lembrou do que aconteceu com ele ao cair nas mãos da Irmandade Sem Bandeiras. Só faltava Brienne de Tarth (Gwendoline Christie) ou Arya Stark (Maisie Williams) estarem por ali para a situação ficar ainda mais complexa, já que o “Cão”, Beric e Thoros de Myr estão na lista de pessoas que ela deseja matar.

Pelo trailer do episódio exibido no próximo domingo (20/8), intitulado Death is The Enemy, parece que o grupo vai encontrar bem mais do que um pequeno grupo de caminhantes brancos.

Enquanto são mostradas cenas dos personagens na paisagem coberta de neve, Beric diz: “A morte é o inimigo. O primeiro e o último. O inimigo que sempre vence, mas ainda assim você tem que enfrentá-lo”.

Arya e Sansa, Tyrion e Jaime

Eastwatch contou com alguns reencontros, como os de Gendry (Joe Dempsie) e Davos Seaworth (Liam Cunnignham) e o de Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) com Jorah Mormont (Iain Glen). Durante este último, por sinal, ficou parecendo que Jorah e Jon estavam com ciúme de Daenerys ou que havia, pelo menos, uma certa desconfiança brotando entre o antigo aliado dela e o Rei do Norte. Mesmo assim, embarcaram na mesma missão.

O episódio também mostrou as tensões entre duas duplas de irmãos de famílias diferentes. No subterrâneo de Porto Real, Tyrion (Peter Dinklage) e Jaime Lannister (Nikolaj Coster Waldau) tiveram uma tensa conversa sobre o passado da família o estado da guerra. Em Winterfell, Arya Stark (Maisie Williams) seguiu a trilha deixada por Petyr Baelish (Aidan Gillen) e encontrou uma antiga carta assinada por Sansa Stark (Sophie Turner). Mindinho plantou a semente, mas ainda não há como saber se isso será o suficiente para alimentar a discórdia entre as irmãs.

O texto foi originalmente publicado no Jornal do Commercio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s