Sex and the City completa 20 anos e continua relevante

Foto: HBO

Carrie Bradshaw lança um olhar fascinado para Nova York quando, ao caminhar pela rua, vê que seu rosto foi pichado num anúncio e, de quebra, leva um banho quando os pneus do ônibus passam por uma poça d’água. A abertura de Sex and The City (HBO) dava pistas de que nem tudo era tão doce como o vestido de rosado que vestia a atriz Sarah Jessica Parker na vida da personagem e das três amigas dela, Miranda (Cynthia Nixon), Charlote (Kristin Davis) e Samantha (Kim Cattrall). Mas, sim, havia espaço para uma atmosfera de sonho.

Tal combinação é provavelmente um dos elementos responsáveis pelo fato dela ter conquistado tantos fãs e continuar relevante no mundo das séries ao completar 20 anos neste 6 de junho de 2018.

A produção criada por David Chase (de Barrados no Baile) é inspirada no livro homônimo de Candance Bushnell, que, assim como Carrie, publicava uma coluna semanal num jornal nova-iorquino.

Inspirada nas próprias vivências e experiências das pessoas à sua volta, a personagem de Sarah Jessica Parker refletia sobre aspectos do grupo social a que ela pertencia no fim dos anos 1990 e início dos 2000 (Sex and the City foi exibida entre 1998 e 22 de fevereiro de 2004). Os momentos nos quais a personagem deixava seus pensamentos fluírem para serem transformados em textos constituíam reflexões sobre temas discutidos a cada episódio.

Em entrevista publicada pela HBO na página da série, Sarah Jessica Parker afirma para Marissa Blanchard: “O maior equívoco sobre Carrie é que ela era alguém que estava apenas interessada em buscar uma vida sexual, quando na realidade ela estava interessada nas conversas sobre sexo e relacionamentos”.

Carrie, Miranda, Charlote e Samantha

Se a perspectiva da narradora não encontrasse eco nas concepções do espectador, ainda havia a possibilidade de identificação com Charlote, Miranda ou Samantha. Personagens bem diferentes entre si, as quatro representavam algumas facetas do universo feminino.

Nisso reside outro atrativo da série. Independentes, elas tinham planos diferentes para suas vidas pessoais e carreiras. Acertavam, erravam, mudavam de ideia, descobriam novas possibilidades e se encontravam para celebrar conquistas, oferecer apoio em momentos difíceis ou simplesmente papear sobre amenidades.

Claro que o grupo representa um recorte da sociedade, com os privilégios de quatro mulheres brancas e com dinheiro morando numa metrópole. Mas a história abordava temas como relacionamentos amorosos, mercado de trabalho, família, amizade, sexualidade, câncer, expectativas frustradas e solidão, entre outros.

Uma miscelânea que não faz sentido apenas para aqueles que frequentam jantares em restaurantes badalados, apartamentos em Upper East Side, tomam cosmopolitans vestindo peças tiradas de guarda-roupas recheados. Além do mais, para isso, a cidade onde flui a vida nem precisa ser a Nova York carregada de simbologias.

Sex and The City deu origens a dois filmes, que foram mais uma espécie de celebração da história do que obras derivadas que trouxessem um aprofundamento de algum tema ou aspecto do roteiro original. Um tempo atrás, as desavenças de Kim Cattrall e Sarah Jessica Parker ganharam os noticiários. Mas nada disso demoliu o fenômeno da cultura pop que a série se tornou.

Muita coisa mudou desde aquela época, em Nova York e no resto do mundo. Mas, dia desses, assistindo a uma das reprises da série, a dinâmica estabelecida pelas quatro atrizes me chamou a atenção e aquela crônica ainda pareceu interessante. Lembrei que uma das coisas que eu mais gostava em Sex and the City era ver aquelas amigas tão diferentes, que não se homogenizavam, mas dialogavam em suas diferenças.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s