Comédias românticas com adolescentes encontram espaço na Netflix

Fotos: Aaron Epstein, Masha Weisberg, Marcos Cruz/Netflix

Com sequência confirmada, Para Todos os Garotos que Já Amei compõe uma tríade junto aos filmes A Barraca do Beijo e Sierra Burgess é uma Loser. O sucesso de público alcançado por eles é um indício de que a Netflix detectou (mais) um filão ao observar o comportamento dos seus assinantes: As comédias românticas para os adolescentes de hoje, que acabam fisgando alguns nostálgicos, ao fazê-los lembrar dos filmes de high school da própria geração. Lançados entre maio e setembro de 2018, elas também podem atrair espectadores que estão apenas em busca de algo leve.

De acordo com a Netflix, aproximadamente 80 milhões de assinantes da plataforma de streaming ao redor do mundo assistiram a uma história de amor na plataforma no último ano, o que representa quase 2/3 da audiência do serviço. E um em cada três pessoas que assistiram ao filme A Barraca do Beijo o fizeram mais de uma vez.

A inspiração em livros é um ponto em comum entre dos três filmes. O fato de dois deles serem adaptações diretas faz com que os longas-metragens já tenham sido lançados com uma base de fãs. Além disso, Para Todos os Garotos que Já Amei e Sierra Burgess é uma Loser contam com o ator norte-americano Noah Centineo, “crush” do momento.

Essas duas características são interessantes para a empresa do ponto de vista comercial. O senso de comunidade dos adolescentes hoje em dia se manifesta nas redes sociais e tal engajamento acaba divulgando as obras de maneira mais orgânica do que podem fazer as campanhas publicitárias, o que significa uma vitória contra os adblocks da vida.

Como terceiro elemento, o forte apelo da nostalgia já tinha sido aproveitado pela Netflix em séries como Fuller House e Stranger Things ou a temporada especial de Gilmore Girls. Ou seja, dá resultado.

Para além das questões mercadológicas, nota-se como nos três filmes as personagens principais são interpretadas por atrizes que não correspondem ao padrão alta, loira e magra ainda predominante em Hollywood. Joey King (Shelly Evans), Lana Condor (Lara Jean) e Shannon Purser (Sierra Burgess) constroem personagens carismáticas, com as quais é possível se identificar.

Bom, ainda há alguns elementos comuns aos filmes da geração anterior, como a presença da líder de torcida popular e o jovem atlético que é o interesse amoroso da personagem principal. Mas nota-se também a construção de protagonistas que não têm seu crescimento pessoal pautado por uma transformação da aparência e ainda uma valorização das amizades entre os adolescentes (meninos e meninas).

Ainda falta a protagonista negra e a latina? Sim. Haveria público para um filme nesta linha feito no Brasil? A resposta é sim também, porque não? O sucesso alcançado por produções da Netflix em diferentes países é uma prova de que há um público interessado nas peculiaridades de cada lugar ao se abordar temas universais. No caso desses filmes, temos o amadurecimento e as primeiras experiências amorosas.

A Barraca do Beijo

Dos três filmes citados, A Barraca do Beijo, inspirado no livro de Beth Reekles e dirigido por Vince Marcello, é o que mais foca na comédia. É também o que mais  tem cenas sexualizadas ou de festa dos jovens personagens, que estão em clima de despedida da escola onde estudam, em Los Angeles. Entre eles estão Shelly Evans (Joey King) e Lee Flynn (Joel Courtney) que deram continuidade à amizade das mães deles e compartilham vários momentos.

Quando eles crescem, Shelly começa a se interessar pelo irmão mais velho de Lee, Noah (Jacob Elordi). Mas um relacionamento entre eles significaria a quebra de uma das regras que eles estabeleceram quando eram crianças, o que deixa a personagem em uma situação delicada. Um dos pontos positivos da obra para mim é que Shelly e Lee realmente são amigos (não uma paixão a ser descoberta, como em muitos filmes).

Há também referências ao filme O Clube dos Cinco (1985), que acabam sendo como uma homenagem ao longa anterior. A atriz Molly Ringwald, que interpretava Claire, agora vive a mãe de Lee e Noah. A outra conexão se dá pela presença da música Don’t You (Forget About Me), do Simple Minds, nas duas trilhas sonoras.

Sierra Burgess é uma Loser

Sierra Burgess é uma Loser e Para Todos os Garotos que Já Amei focam mais nas cenas românticas do que A Barraca do Beijo. O primeiro, dirigido por Lindsey Beer, é inspirado na história de Cyrano de Bergerac.

Sierra Burgess (Shannon Purser, a Barb de Stranger Things) é, na verdade, uma jovem simpática e inteligente. Assim como o melhor amigo dela, Dan (RJ Cyler), a personagem não desfruta de popularidade na escola. Por circunstâncias que é melhor não contar aqui para não estragar a surpresa, Sierra acaba se aproximando da “menina malvada” Veronica (Kristine Froseth) em uma teia que também envolve o jogador de futebol Jamey (Noah Centineo).

A dinâmica construída entre os personagens prende a atenção do espectador, especialmente as de amizade.

Para Todos os Garotos Que Já Amei

A base para Para Todos os Garotos Que Já Amei, dirigido por Susan Johnson, é o livro homônimo de Jenny Han. O que acontece com Lara Jean Song Covey (Lana Condor) no filme poderia fazer com que alguns adolescentes evitassem o recreio da escola no dia seguinte.

A personagem costumava escrever cartas de amor para os meninos pelos quais estava interessada e guardá-las em uma caixa. Um dia, sem que ela saiba, todas são enviadas para os rapazes, com implicações diversas. Entre eles está Peter Kavinsky (Noah Centineo), que lhe faz uma proposta.

Mesmo sintético na abordagem de algumas situações, o filme consegue apresentar o processo de autoconhecimento da personagem.

Um comentário sobre “Comédias românticas com adolescentes encontram espaço na Netflix

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s